O Pavilhão de Volta Redonda encantou São Paulo

1406

Com duas pontes distantes 10 metros entre si e vencendo um vão de 30 metros, pontes arqueadas idênticas e paralelas que definem a base estrutural e os elementos de acesso à um edifício metálico com vigas e treliças laterais, apresento-lhe o Pavilhão de Volta Redonda, construído no Parque Ibirapuera em São Paulo.

Tudo começou em meados dos anos 50 quando começaram a surgir as primeiras fábricas pesadas de bens processados, como a Fábrica de Estruturas Metálicas – FEM, um braço da CSN criado em 1953.

Com o duplo objetivo de contribuir para a expansão da Usina de Volta Redonda e estimular o consumo de aço na arquitetura no Brasil.

Com isso a CSN necessitava divulgar para ampliar o consumo do aço na arquitetura brasileira. Com este objetivo construiu uma estrutura com os materiais produzidos em Volta Redonda, O Pavilhão de Volta Redonda.

Desenhado pelo Arquiteto Sérgio Bernardes, o programa era simples, um stand que pudesse exibir os produtos fabricados pela empresa durante as festividades dos 400 anos da cidade de São Paulo.

A edificação do pavilhão estava condicionada a um sistema de construção que explorasse as qualidades plásticas e técnicas dos perfis, barras e chapas metálicos fabricados pelo cliente.

Segundo o contrato firmado com a CSN, o arquiteto também ficou responsável por definir o conteúdo, prover o material e montar a exposição.

Ao Final das exposições, a estrutura foi desmontada e hoje so restou uma ponte.

 
Parque Ibirapuera / Cidade de São Paulo


Conhece mais histórias sobre o Pavilhão de Volta Redonda? Ou outras histórias sobre a cidade, deixe sua contribuição no nosso facebook ou por aqui nos comentários.

Comentários do Facebook
O Pavilhão de Volta Redonda encantou São Paulo
5 (100%) 2 vote[s]